Livro: Infâmia - Ana Maria Machado

No dia 10 de julho de 2012 recebi um convite para assistir a gravação do programa Sempre Um Papo no SESC Vila Mariana. Neste dia haveria um encontro com a escritora e presidente da Academia Brasileira de Letras Ana Maria Machado no debate e lançamento do seu livro Infâmia, Editora Alfaguara.
Fiquei muito entusiasmada. Foi um bate papo realmente muito proveitoso e levado com simplicidade aconchegante da escritora e do apresentador Afonso Borges. Após o evento Ana Maria Machado prestigiou seus leitores com as dedicatórias. Desta forma, adquiri meu exemplar do Livro Infâmia. 
Infâmia é uma narrativa que decorre em dois núcleos: a morte da filha do embaixador aposentado Manuel Serafim Soares de Vilhena e a vida do funcionário público Custódio.
A palavra ‘intruso’ é expressa várias vezes no livro, criando até mesmo o leitor intruso. Ana Maria Machado utiliza de um recurso próprio em que o leitor reflexivo, passagem por passagem, acompanha o desenrolar da narrativa fazendo perguntas, entrando no pensamento dos personagens e estando sempre presente, dentro da história.
O livro aborda questões políticas do Brasil em uma faceta de corrupção e mentiras. O desenrolar da história se faz através de falsidades e de pessoas tentando provar as fraudes existentes no setor público, contudo, o bom não vence e o mal continua a encobrir seus atos pelo status que possui.
A mensagem do livro é passada quase como um grito de desespero de alguém que tenta se salvar de uma camisa de força. Um funcionário público triunfa quando consegue denunciar desvios de dinheiro no setor que trabalha e como um trabalhador exemplar e membro da sociedade, sente-se um representante do bem contra o mal. Porém, com a ajuda da imprensa o foco da corrupção é desviado e o próprio denunciador vira o denunciado.
Em outro núcleo do livro, Cecília, filha e esposa de embaixador, é violentamente traída por seu marido. Homem poderoso e influente que aprisiona a moça em um marasmo, efeito de psicotrópicos. A crueldade é encoberta pelo status social. E somente após a análise de alguns fragmentos escritos pela própria vítima, Cecília, é que são desvendados os últimos acontecimentos de sua vida.
O livro é envolvente e nos faz refletir sobre a impotência daqueles que possuem voz, mas não prestígio social. Assim, esta voz é calada covardemente. Com um desfecho realista a escritora mostra que a verdade nem sempre prevalece sobre as calúnias e difamações.

  




Livro: Infâmia
Autor: Ana Maria Machado
Editora: Alfaguara

Informações sobre o Evento:
Gravação do programa Sempre Um Papo com Afonso Borges
SESC Vila Mariana
10 de julho de 2012



Nenhum comentário: